Descansar em Deus


Hoje vou escrever rapidinho pois ontem fui a uma igreja com familiares e foi um momento muito gostoso, principalmente por uma música que ouvi e que me "quebrou" por dentro.

Não sei se você conhece mas o refrão é Deus dizendo assim: 

" É Meu somente Meu todo o trabalho, e o teu trabalho é descansar em Mim."

Essa música é bem antiga e a letra é linda. Lá embaixo deixo o link para você ouvir. Infelizmente não tem o clip com a banda MILAD e sim fotos com a letra de fundo. Vale de qualquer forma.

Fiquei pensando: hoje em dia é mais difícil descansar em Deus do que fazer tudo por minha conta. Descansar em Deus demanda uma fé, confiança e desprendimento que sinceramente as vezes não tenho.  Descansar me passa a sensação de fazer nada. Me lembra deitar na rede, curtir a paisagem, o momento. Como fazer isso hoje em dia?!  Minha alma é inquieta desde o momento em que abro os olhos até a hora de dormir.

Não acho que alguém hoje em dia em sã consciência diga: Não vou confiar em Deus, quero fazer tudo por minha conta. Mas as atitudes dizem isso, e Deus sabe. Foi a sensação que tive ontem. Sempre digo a Deus que confio nele, mas quando percebo, vejo que adoro fazer tudo do MEU jeito.

Descansar em Deus é um exercício diário... e daqueles bem difíceis!

O Pr. Caio diz a respeito: " Descanso, no espírito da Palavra, não é irresponsabilidade e nem vagabundagem. Descanso é confiança. É entrega. É fé e certeza de que Deus cuida de nós. E isso vai de tudo a tudo; e cobre todas as dimensões do que para nós seja vida; e até daquelas coisas que são vida, mas que nós ainda ignoramos.  Por isso, Descansar é o trabalho mais difícil. Assim, por tal razão, a alma prefere viajar perdida entre a embriaguez e o legalismo; culpada e tonta; sem sentido e sem alegria — do que simplesmente confiar em Deus e entregar-se de maneira corajosa na fé, de tal modo que qualquer coisa que lhe sobrevenha não a tire da certeza do amor e do cuidado de Deus por ela, a alma."


E a música continua...


"Não temas quando enfim tiveres que tomar decisão. Entrega tudo a Mim, confia de todo o coração."






Quero deixar aqui um desafio a nós.
Que a gente aprenda de fato, dia após dia a confiar em Deus, DESCANSAR em Deus.


MC





Os discípulos de Jesus



“... Maria Madalena e a outra Maria foram ver o sepulcro” Mt 28:1



“... Maria Madalena, Maria, mãe de Tiago, e Salomé, compraram aromas para irem embalsamá-lo” Diziam umas as outras: Quem nos removerá a pedra da entrada do túmulo?






Quando leio esse texto, fico intrigada em pensar porque não foram os discípulos que fizeram isso, ou pelo menos ficaram observando onde Jesus seria depositado. Onde eles estavam?


Essas mulheres chegam ao túmulo e dois varões com vestes resplandecentes dizem que Jesus não estaria mais ali e sim ressuscitou. Elas saem correndo, super felizes pela notícia. Imagina... observaram onde Jesus foi depositado, prepararam os aromas para embalsamá-lo e ao chegar lá encontram a “porta” do túmulo aberta e nada de Jesus. Imagino a ansiedade que passava em seus corações.


Encontram os 11 discípulos, contam tudo pra eles e eles não acreditam! Por que não?!


Será porque eram mulheres?! Não sei. Por que eles não acreditaram?!?!?!! Eles até acharam que elas estavam delirando! Pedro sai correndo e teve que ver o túmulo aberto para crer. Alguém mais teve que ver para crer, e não era Tomé.


Como se não bastasse os anjos e o fato do corpo de Jesus não estar mais lá, Ele mesmo aparece para alguns discípulos que andavam na rua conversando sobre os acontecimentos. Jesus ainda ouve: “Ora, nós esperávamos que fosse ele quem havia de redimir a Israel; mas depois de tudo isto, e já este o terceiro dia desde que tais coisas sucederam...” Luc 24


Imagino a decepção de Jesus! Quando leio isso fico até com raiva porque era a última coisa que Jesus merecia ouvir!  O fato é que Jesus conhecia muito bem seus corações e conhece muito bem o MEU coração.


Então penso: Será que eu entenderia?! Será que eu seria uma das mulheres que ficaria de olho onde Jesus seria colocado e prepararia os bálsamos? Ou será que eu estaria em casa fazendo qualquer coisa e dizendo as mesmas coisas que alguns discípulos disseram?


Quando leio sobre os discípulos de Jesus me vem um misto de esperança, incompreensão, impaciência e também alegria.


Na verdade, vejo que não sou nem um pouco diferente deles. Sou exatamente a mesma coisa!


Somos aquele que muitas vezes precisamos ver para crer. Somos aquele que também negamos Jesus quando a hora aperta. Somos também, aquele que trocamos Jesus por um punhado de dinheiro. Fazemos tudo isso várias vezes no decorrer das nossas vidas. Somos capazes de fazer tudo isso num dia só!


Pedro, aquele que disse em um momento: “Jesus, por ti darei a própria vida Jo 13:37” (não é uma frase bonita de se dizer?) recebe o seguinte: “Darás a vida por mim? Em verdade, em verdade te digo que jamais cantará o galo antes que negue três vezes.” Acho que Pedro pensou: até parece.... nunca te negaria meu querido Senhor. Pois esse mesmo Pedro, que realmente negou a Jesus, prega e “apenas” 3 mil pessoas são batizadas de uma vez, sem contar que até sua sombra curava! Que coisa mais fantástica!


Gosto de refletir sobre a vida dos apóstolos porque vejo que Jesus escolheu não super-homens super inteligentes e intelectuais. Escolheu os dispostos a segui-lo! Escolheu aqueles que abriram mão da sua própria vida para estar perto Dele e fazer Sua obra. Aqueles que foram apedrejados, presos, açoitados e que cantavam nas prisões. Eles não deram desculpas! Fizeram o que era pra fazer: fazer discípulos mundo a fora.


Não foram aquelas mulheres que prepararam o bálsamo que pregaram para tantas pessoas, que curaram ou foram presas e açoitadas. Elas tiveram seu papel e pra falar a verdade ter a oportunidade de entrar no túmulo vazio, encontrar anjos reluzentes e serem as primeiras a abraçar os pés de Jesus e o adorar é algo que um dia anseio em fazer. E como anseio!´