Uma boa ideia


Bem, nem preciso dizer que esse texto é pra mim. Acho que sou a "rainha das boas idéias"!
Uma grande desafio para nós.... pelo menos é para mim!
Que Deus nos abençoe nesse propósito!

__________

A inclinação natural de uma vida cristã é agir sob o impulso de uma boa idéia. Mas nem todas as boas idéias vêm de Deus. Há ocasiões em que boas idéias até atrapalham as idéias de Deus.

De onde vem a sua inspiração? A visão da transfiguração de Cristo inspirou Pedro: "... Senhor, bom é estarmos aqui; se queres, façamos aqui três tabernáculos, um para ti, um para Moisés e um para Elias" (Mt 17.4). Nosso impulso natural é fazer algo de bom para Deus e sugerir isto a Ele.

A tendência de alguém bem-intencionado é elaborar um plano para praticar uma idéia salutar e depois orar: "Jesus, este é o meu plano. Ele não faz mal a ninguém e eu quero agradar ao Senhor. Abençoe o meu plano, Senhor". Tem-se um plano, depois vem a oração.

Assim, muitas de nossas ideias se originam de um ímpeto. Elas não são aquilo que o Senhor deseja fazer. E muitas vezes não tem qualquer semelhança com as coisas que dizem respeito a Ele. Temos ideias construtivas que não são as ideias de Deus, gerando um conflito entre a agenda de Deus e a nossa. Queremos construir um abrigo para Ele, mas isto não é o que Ele quer...

Quando Pedro, Tiago e João ouviram a voz do Senhor... abandonaram suas próprias ideias criadoras. A presença do Senhor era magnificável, e sua santidade fez com que recuperassem o bom senso. Jesus conquistou a atenção deles não através da repreensão ou de uma severa censura, mas pela exaltação da própria presença até que toda a engenhosidade das ideias humanas perdesse o brilho diante de sua face refulgente.

Quando os discipulos abandonavam suas boas ideias e se prestavam perante o Senhor, Jesus podia novamente trabalhar com eles...

Jesus vem e nos toca da mesma maneira quando abandonamos o nosso proprio plano. Do contrário, Ele não pode nos ajudar. Portanto, temos de abandonar nosso maravilhoso projeto e nos inclinar perante Ele. Somente assim Ele será capaz de nos usar novamente e nos revelar o que está fazendo - realizando uma ideia divina... Isto significa orar, e depois planejar. Através da oração, Jesus nos revela seu plano, que é uma idéia dos céus.

A oração elimina o impulso das ideias salutares que nascem da engenhosidade humana, mas que não vêm de Deus. Ore, então planeje. 

Walking With Christ in the Details of Life, Patrick M. Morley.


Nenhum comentário:

Postar um comentário