Só um caminho...



Esses dias estava pensando sobre alguns versículos e gostaria de compartilhar minha meditação...

Tenho certeza que umas das primeiras coisas que aprendemos sobre a bíblia é um versículo muito famoso que diz assim:

"Eu sou o caminho a verdade e a vida, ninguém vem ao pai, senão por mim" João 14:6

Se você alguma vez pisou em uma igreja (ou viu algum cartaz por aí), você já ouviu isso, não é verdade?!

Você já pensou na profundidade desse pequeno verso?! Abra seu coração para uma pequena meditação.

Jesus disse que ele é O caminho, não UM caminho. Fazendo uma analogia... se saio de carro de Brasília e desejo ir à Bahia, existem muitos caminhos, talvez alguns. Talvez um demore mais que o outro, seja mais perigoso, a estrada esteja pior.. mas uma coisa eu sei, eu chego lá.

Ninguém vem ao pai senão por mim. Não é a mesma coisa dizer ninguém vai ao pai senão por mim e sim, ninguém VEM ao Pai. Jesus está com o pai. Apenas a trindade. Pai, filho e Espírito Santo.

Pense em uma estrada. Pense na estrada da vida. Não podemos escolher n "caminhos"?! Podemos... Escolhemos nossa profissão, escolhemos com quem iremos nos casar, quantos filhos queremos ter (e se queremos ter filhos), onde iremos morar, nossas amizades, viagens, escolhemos tantas coisas...

Por algumas escolhas ficamos felizes, o resultado sai do jeito que imaginamos. Por outras pensamos: "o que eu fiz?". E por algumas delas precisamos administrar as consequências, que em muitos casos não são nada fáceis.

Mas uma coisa não podemos mudar e essa verdade é profunda - o único modo de nos achegarmos a Deus é através de Jesus. Não tem pra onde correr! Não tem plano A, plano B. Não existe a estrada mais curta, a mais fácil.  Não existe uma outra maneira por mais que tentemos. Por mais que sejamos sinceros de coração. Ele não é um caminho, Ele é O caminho! Único!

Mas você não acha que seria "mais fácil" se existissem muitos caminhos para se achegar a Deus?! Por que não existem muitos caminhos, muitas maneiras?! E aquelas pessoas que nem sabem quem Jesus é!? E aquelas que adoram de todo o coração o deus rato lá na Índia?!

Veja só: "Desde que Deus criou o mundo, as suas qualidades invisíveis, isto é, o seu poder eterno e a sua natureza divina, têm sido vistas claramente. Os seres humanos podem ver tudo isso nas coisas que Deus tem feito e, portanto, eles não tem desculpa nenhuma. Eles sabem quem Deus é, mas não lhe dão a glória que ele merece e não lhe são agradecidos. Pelo contrário, os seus pensamentos se tornaram tolos ,e a sua mente vazia está coberta de escuridão. Eles dizem que são sábios, mas são tolos. Em vez de adorarem ao Deus imortal, adoram ídolos que se parecem com seres humanos, ou com pássaros, ou com animais de quatro patas, ou com animais que se arrastam pelo chão. " Romanos 1:20-23 na linguagem de hoje.

Você sabe quem Deus é!

Jesus é a revelação de Deus! Na minha cabeça (que as vezes não gira bem) eu pensava assim. Deus, criador de Tudo e Todos, poderia ter mandado Jesus em uma super nave espacial.Ou... ele desceria em uma nuvem brilhante cercada de muitos anjos tocando instrumentos de ouro. Moraria em um castelo de ouro e cristais, com pelo menos 20 suítes. Teria roupas perfeitas, seria a pessoa mais rica da face da terra. Afinal de contas, não é o filho do criador?!

Pois é....Ele poderia? Lógico que sim. Mas... a verdade da revelação de Deus, veio de uma virgem noiva de um carpinteiro. Jesus nasceu em uma manjedoura, lugar de comida de animais (só fico pensando no cheiro). Nada de higiene... Não era um quartinho arrumado de hotel, nem um hospital super higienizado. No começo do seu ministério Jesus nunca teve uma casa que chamasse sua. Quando alguns esperavam que ele chegasse na cidade majestoso, ele chegou num jumentinho. Lavou os pés dos discípulos, curou enfermos, alguns que nem voltaram para agradecer. Gostava das crianças, dos perdidos, dos que sofriam.

O Caminho é um. E passa pela humildade, obediência e amor.

Pra terminar, deixo aqui um pedaço da ultima oração que Jesus fez ao Pai antes de ser preso e pregado na cruz.

" Pai, chegou a hora. Revela a natureza divina do teu Filho a fim de que ele revele a tua natureza gloriosa. Pois tens dado ao Filho autoridade sobre todos os seres humanos para que ele dê a vida eterna a todos o que lhe deste. E a vida eterna é esta: que eles conheçam a ti , que és o único Deus verdadeiro; e conheçam também Jesus Cristo, que enviaste ao mundo. Eu revelei no mundo a tua natureza gloriosa, terminando assim o trabalho que me desta para fazer. E agora, Pai, dá-me na tua presença a mesma grandeza divina que eu tinha contigo antes de o mundo existir.... Pai justo, o mundo não te conhece, mas eu te conheço; e aqueles que me deste sabem que tu me enviaste. Eu fiz com que eles te conheçam e continuarei a fazer isso para que o amor que tens por mim esteja neles e para que eu também esteja unido com eles."




Judas - Existem tantos entre nós



Então Judas, aquele que o traíra, vendo que Jesus fora condenado, devolveu, compungido, as trinta moedas de prata aos anciãos, dizendo: Pequei, traindo o sangue inocente. Responderam eles: Que nos importa? Seja isto lá contigo. E tendo ele atirado para dentro do santuário as moedas de prata, retirou-se, e foi enforcar-se”. Mt 27: 3 a 5

Quando falamos de Judas, logo nos lembramos da traição. Mas pouco pensamos nas motivações e características que o levaram a agir assim.

Judas foi escolhido por Jesus para ser seu discípulo. Viveu com o mestre por três intensos anos. Presenciou milagres extraordinários, os doentes eram curados, os cativos libertos, os famintos saciados. Caminhou com Jesus, ouviu suas palavras, viu sua compaixão. Foi enviado por Jesus, recebeu autoridade junto com os outros para curar enfermos e expulsar demônios. Era Apóstolo! Que privilégio, quanta honra!

Só de ler nos evangelhos as palavras de Jesus, nosso coração é tocado e a nossa esperança é restaurada. Como Judas não foi tratado pelo mestre? O que se passava na mente dele? O que lhe endurecia o coração a tal ponto de desviá-lo do caminho?

Talvez Judas fosse como aquele da parábola do semeador que se assemelhou a semente lançada sobre as pedras. “Os que estão sobre a pedra são os que, ouvindo a palavra, a recebem com alegria; mas estes não têm raiz, apenas creem por algum tempo, mas na hora da provação se desviam.” Lc 8:13.
Judas largou tudo para seguir a Jesus, mas tinha o coração duro, cheio de pedras, não deixou que o evangelho criasse raízes! Creu apenas por algum tempo...

Talvez Judas nunca tenha entendido a mensagem da cruz. Todos queriam um libertador, um rei que os tirasse do sofrimento, do jugo de Roma. Talvez ele tenha projetado suas expectativas em Jesus, esperou, torceu e agiu para que o Mestre conformasse o projeto dele ao seu. Mas o Leão veio como Cordeiro, veio para sofrer, para morrer. Ele se esvaziou, se fez pobre e deu sua vida por nós.

Por um lado a salvação não custa nada, por outro ela custa tudo.
Nada, pois absolutamente nada que possamos fazer, nenhuma boa ação ou atitude pode nos salvar. Ela foi dada de presente. É graça, recebida por fé! O maior tesouro possível, viver a vida com Deus ao seu lado e viver a eternidade com Deus após a morte.
Mas também custa tudo. Porque para ser salvo Jesus tem que se tornar Senhor da nossa vida. A salvação é uma consequência para aquele que recebe a Jesus como Senhor e tem seus pecados perdoados.
Fácil? Claro que não! Pois temos que renunciar a tudo, nossos sonhos, projetos e expectativas, tomar a nossa cruz, dia após dia e segui-lo.

Se é difícil para alguns, é impossível para outros. Foi impossível para Judas!
Existem muitos assim entre nós, não digo traidores, mas sim egoístas. Pessoas que não conseguem renunciar às suas vontades, que buscam a felicidade a qualquer preço. Inconsequentes, tentando sempre impor seus projetos, não conseguem fazer autocrítica e crescer nas adversidades. Não podem entender a mensagem da cruz. Eles estão na sociedade, alguns nas igrejas, quem sabe até pastores e apóstolos como Judas! Vasos para desonra, pedras de tropeço!

Sempre vamos encontrar estas pessoas em nosso caminho, é o joio no meio do trigo, mas podemos conviver com elas serenamente, assim como Jesus o fez. De alguma forma elas são parte do projeto de Deus para nossas vidas. A igreja é do Senhor, é a sua noiva. E ele usa todas as coisas como lhe apraz. Quanto a nós, vamos sempre nos lembrar de que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus. Renunciar diariamente ao nosso eu, tomar a nossa cruz e viver os projetos Dele para nossas vidas. Viver cheios do Espírito Santo, frutificando em toda boa obra. E ao fim da nossa caminhada por aqui, viveremos gloriosamente com Ele na eternidade!


Bruno Costa

Seja uma pessoa perdoadora - SEMPRE

SEJA UMA PESSOA PERDOADORA

Leia Provérbios 19.11 e reflita.
“A sabedoria do homem lhe dá paciência; sua glória é ignorar as ofensas.”(Provérbios 19.11)
Boa parte do processo de nos certificarmos de que nossa vida está em ordem diante de Deus está relacionada a perdoar outras pessoas. Jamais poderemos alcançar tudo o que Deus tem para nós se não perdoarmos. Quando não perdoamos, somos considerados assassinos (1 Jo 3.15) e não devemos contar com o perdão de Deus até que tenhamos perdoado os outros (Mc 11.25).
Quando decidimos não perdoar, acabamos andando em trevas (1 Jo 2.9-11). Isso interfere em nossa capacidade de julgar corretamente, e assim cometemos erros. Tornamo-nos fracos, doentes e amargos. Outras pessoas percebem tudo isso, pois o rancor aparece no rosto, nas palavras e nas ações dos que o carregam, e elas não se sentem à vontade perto de nós. Quando decidimos perdoar, não apenas nós mesmas somos beneficiadas, mas também as pessoas ao nosso redor.
Não deixe que a falta de perdão limite o que Deus deseja fazer em sua vida. Deus deseja que você alcance tudo o que ele tem para você. O perdão abre seu coração e sua mente e permite que o espírito santo opere em você livremente. Ele liberta você para ter mais amor por deus e sentir em maior medida o amor dele por você. sem isso, a vida não vale a pena.
Senhor, ajuda-me a ser uma pessoa que perdoa. Faz-me lembrar de orar por aqueles que me magoam ou ofendem a fim de que eu tenha um coração terno para com eles. Não quero me tornar uma pessoa dura e amarga pelo rancor. Faz-me alguém que não tarda em perdoar. Se há dentro de mim qualquer raiva, amargura, ressentimento ou rancor que não estou reconhecendo, revela-os e eu os confessarei a ti como pecado. Sei que não posso ser uma luz para outros enquanto estiver andando nas trevas do rancor. Escolho andar na luz, como tu estás na luz, e ser purificada de todo o pecado.
Devocional: Bom Dia! Leituras diárias com Stormie Omartianwww.mundocristao.com.br


Do outro lado do túnel...


Seja honesto. Ficamos felizes quando Deus diz "não" para aquilo que queremos, e "sim" para o que precisamos? Nem sempre. Se lhe pedirmos um novo casamento e Ele os disse: "Honre aquele que você tem", não ficaremos felizes. Se pedirmos mais dinheiro e Ele nos responder: "Junte tesouros invisíveis", nem sempre ficaremos felizes.

Não é fácil quando  Deus não faz aquilo que queremos. Nunca foi. Nunca será. Mas a fé é a convicção de que Deus sabe mais sobre esta vida do que nós, e certamente nos ajudará a passar por ela.

Lembre-se, o desapontamento é causado por expectativas não atendidas. O desapontamento é curado pelas expectativas renovadas.

Gosto daquela história sobre o sujeito que foi a uma loja de animais a procura de um periquito cantador. Parece que ele era solteiro e sua casa, silenciosa demais. O dono da loja lhe trouxe o pássaro ideal, de modo que o homem o comprou. Ao chegar do trabalho no dia seguinte, o homem encontrou a casa cheia de música. Foi até a gaiola para alimentar o pássaro e notou pela primeira vez  que o periquito tinha apenas uma perna.
Sentindo-se enganado por lhe terem vendido um pássaro de uma só perna, telefonou e reclamou.

- O que você queria - perguntou-lhe o dono da loja - um pássaro que soubesse cantar ou um que soubesse dançar? ...

Precisamos ouvir que Deus ainda está no controle. Precisamos ouvir que não está acabado até que Ele o diga. Precisamos ouvir que as adversidades e tragédias da vida não são motivo para abandonarmos o avião pulando de pára-quedas. São simplesmente um motivo para apertamos o cinto de segurança do assento.

Corrie ten Boom cosutumava dizer: "Quando o trem passa pelo túnel e o mundo fica escuro, você pula fora? Claro que não. Você se senta tranquilo e confia que o maquinista o levará até o outro lado..."

Da próxima vez que você ficar desapontado, não entre em pânico. Não pule fora. Não desista. Apenas seja paciente e deixe que Deus lhe lembre que Ele ainda está no controle. Não está acabado até que esteja acabado.

Ele ainda remove Pedras - Max Luxado

Um espaço para dúvidas

Tirei o trecho abaixo de um livro que gosto muito chamado "O Deus (In)visível - Como se relacionar com um Deus que não podemos ver, ouvir e tocar" de Philiph Yancey, um jornalista americano.

Se brincar um dos meus livros favoritos pois estou na terceira releitura. O trecho abaixo foi tirado do capítulo 2 - Um espaço para dúvida.

Antes do texto propriamente dito, quero deixar outro pequeno para reflexão sobre a fé. Qual o seu tipo de fé. Tipo "se" ou "ainda que"?

" Servi no ministério 30, quase 31 anos. Consegui compreender que existem dois tipos de fé. Uma diz "se", a outra, "ainda que". Uma diz: "Se tudo estiver bem, se minha vida prosperar, se eu for feliz, se nenhum ente querido morrer, se eu tiver sucesso, então crerei em Deus,  farei minhas orações, irei à igreja e darei do que disponho". A outra diz, no entanto: " Ainda que a causa do mal prospere, ainda que sofra no  Getsêmani, ainda que eu beba do cálice no Calvário, ainda assim, e pricipalmente então, confiarei no Senhor que me criou" Por isso Jó exclamou: "Ainda que ele me mate, confiarei nele".  George Everett Ross


Leia até o fim que vale a pena.
Vamos lá...

_______________________________________

Certa vez, recebi a visita de um amigo no fim de junho, início do verão, com o propósito especifico de escalar montanhas. A neve do final da estação tornava inacessíveis quase todas, por isso escolhemos uma das mais fáceis: o monte Shermam. Normalmente, o montanhista pode seguir uma trilha agradável que vai dar no topo visível. Contudo, depois do início da trilha, percebemos que uma tempestade veranil de neve mudava tudo. Às vezes as nuvens se afastavam o suficiente para vistarmos o que achávamos ser o topo, mas então o céu ficava completamente encoberto e misturava-se à neve, formando uma massa branca uniforme.

Os falsos cumes, que existem em muitas montanhas, são uma provação para o montanhista. Por três horas, olha-se para o topo a cada segundo. Os olhos são atraídos por uma força como a da gravidade; não se resiste e olha-se para o topo maciço que atrai para cima. Então, exatamente quando se alcança o topo, percebe-se que não é o topo coisa nenhuma. A perspectiva de baixo era enganosa. Percebe-se que o verdadeiro topo está um quilometro à frente. Ou será outro falso topo?

Ao subir o monte Shermam, começamos com neves e nuvens, terminamos com neve e nuvens e vimos pouca coisa no caminho. Quando uma verdadeira nevasca se estabelece, perde-se toda noção do horizonte e não dá para se dizer se se está subindo, descendo ou andando de cabeça para baixo. Perde-se a visão, o que, em montanhas tão íngremes como as Rochosas, pode ser fatal.

Eu e meu amigo pensamos em voltar, mas decidimos o contrário. Sentávamos para esperar as nuvens se dissipar um pouco, escolhíamos um ponto, traçávamos  uma rota e então prosseguíamos. Quando as nuvens se fechavam, sentávamos na neve derretida e aguardávamos nova brecha. Ficar sentado na neve, no meio de uma nuvem, ouvindo estrondos sonoros por todos os lados, faz a gente questionar mapas, bússolas, os sentidos do corpo e a própria razão.

As nuvens afastaram-se o suficiente para vislumbrarmos uma saliência  que conduzia diretamente ao verdadeiro topo, e com cuidado conseguimos chegar lá. O cilindro sinalizando o topo, coberto de neve, indicava que éramos os primeiros montanhistas da estação a escalar o monte Shermam. Então aconteceu algo engraçado. As nuvens dissiparam-se, e pudemos enxergar as encostas. O caminho que levamos horas para subir foi percorrido em menos de uma hora na descida -  de costas, escorregando como em um tobogã sobre as encostas cobertas pela neve recente.

A escalada, conforme refleti mais tarde, lembrou-se do que aprendi sobre a peregrinação da fé. Inclui erros de cálculo, grandes emoções e dificuldades, longos períodos de espera e uma caminhada cansativa. Por mais que se esteja preparado e se tomem as precauções, nunca se consegue eliminar todos os riscos. Sempre há momentos de tempestade em que não se consegue enxergar nada e em que as avalanches ressoam por todo lado.

Quando, porém, se chega ao topo, nada no mundo se compara ao sentimento de conquista e exaltação. Mas o monte Shermam, ainda, não passa de uma montanha de quatro mil metros no Colorado. Há outras 52 para escalar.


Adoção


Li essa história há pouco tempo atrás e lembrei de pessoas queridas que adotaram filhos....
Achei lindo!! Para nossa meditação...


____________________________

Sendo um ministro, tive o privilégio de testemunhar - bem - de perto - a emoção da adoção. E uma ocasião, uma senhora de outro estado que me ouvira falar, telefonou e perguntou se eu conhecia algum provável casal de pais adotivos. Sua filha grávida procurava um lar para o seu filho que nasceria. Coloquei-a em contato com uma família de nossa congregação e assisti na primeira fila ao desenrolar dos acontecimentos.

Vi a a alegria pela possibilidade e a tristeza pelos obstáculos. Vi a resolução nos olhos do pai e a determinação nos olhos da mãe. Eles viajariam até onde fosse necessário e gastariam todo o dinheiro que tivessem. Queriam adotar aquela criança. E o fizeram. Poucos minutos depois do nascimento, o bebê foi colocado em seus braços. E não é exagero: eles sorriram durante um mês inteiro depois de levar o filho para casa. Eu os via sorrindo na entrada da igreja. Eu os via sorrindo no estacionamento. Do meu púlpito  eu os via na congregação, ninando o bebê e sorrindo. Acho que se eu tivesse feito um sermão sobre a agonia do inferno eles teriam sorrido durante cada frase. Por quê? Porque o filho que eles tinham esperando durante tanto tempo tinha vindo para a sua casa.

Deixe-me fazer uma pergunta: Por que este casal adotou a criança? Eles tinham estabilidade financeira e bons empregos. O que eles esperavam ganhar? Adotaram o bebê para ganhar algum dinheiro extra ou poder dormir mais? Claro que não. A disponibilidade de dinheiro e o sono diminuiu para ambos no mesmo minuto em que levaram o bebê para casa. Então, por quê? Enquanto você pensa, deixe-me contar-lhe por que Deus o faz...

Deus adotou simplesmente porque Ele queria você. Você era a graça e o prazer dEle. Sabemos muito bem o problema que você seria e o preço que Ele teria que pagar. Ele assinou o nome dEle ao lado do seu, deu a você o nome dEle, e levou-o para casa. O Senhor Aba o adotou e tornou-se o seu Pai

A Grande casa de Deus - Max Lucado

Feliz 2013!!!!!


Hoje ainda é dia 10 e posso me dar o direito de desejar feliz 2013 para todos.
O ano ainda está começando... FELIZ 2013!!!!!!!!!!!!!!!!

Pensei em algo especial para escrever e lembrei do que aconteceu comigo ano passado, enquanto lia a bíblia para minha filha (ainda com nove anos).

Gosto muito do livro de Apocalipse embora confesse que alguns trechos eu não entendo muito bem.
De uma coisa entendo e espero... anseio... é da parte que fala da Nova Jerusalém ... Uma cidade construída por Deus para seus filhos habitarem.

Então... comecei a descrever a cidade para minha filha que ficava com os olhos cada vez mais arregalados.

" Tinha grande e alta muralha, doze portas com doze anjos... a cidade é quadrangular...A estrutura da muralha é de jaspe, a cidade é de ouro puro... os fundamentos da muralha da cidade estão adornados de toda espécie de pedras preciosas (jaspe, safira, calcedônia,esmeralda, sardônio, sárdio...).. As doze portas são doze pérolas... A praça da cidade é de ouro puro como vidro transparente. A cidade não precisa nem do sol nem da lua pois a glória de Deus a ilumina.. Rio da água da vida brilhante como cristal que sai do trono de Deus e do Cordeiro" Ap 21

Até ai, ela estava se maravilhando e fazendo mil perguntas como sempre. De repente chegou na seguinte parte (versículo 27): " Nela nunca jamais penetrará coisa alguma contaminada, nem o que pratica abominação e mentira, mas somente os inscritos no livro da vida do Cordeiro".

Quando dei por mim, ela tinha escondido o rosto embaixo da coberta e estava chorando muito. Minha ideia de falar sobre a Nova Jerusalém não funcionou muito bem, pensei. Que desastre! Perguntei pra ela o que tinha acontecido e ela logo me disse:
- Mãe, eu não vou entrar lá.
Perguntei o porquê e ela disse:
- Por que eu minto! (e continuou chorando, envergonhada, com a cabeça embaixo do cobertor)

Ai! Fiquei com o coração partido, arrasada. Tivemos uma boa conversa até eu explicar pra ela sobre o perdão e etc... No final ela já estava mais feliz.
_____________

Sabe que aprendi com essa breve experiência algumas coisas muito importantes:

  1. Devemos ser como crianças: a bíblia fala isso em vários lugares e eu poderia falar em vários sentidos. Criança não guarda mágoa, perdoa logo, reconhece o que faz errado. O que eu percebi, foi um coração humilde para reconhecer que erra. Quem não erra? Quem não mente? As vezes mentimos tanto que já vira um hábito. Devemos ser como crianças!!! Percebemos que fizemos algo errado? Então significa pedir perdão e não insistir no erro. Não insista na mentira!
  2. Pecado: hoje em dia se fala pouco sobre pecado, não é verdade? Estamos no "tempo da graça" onde tudo pode. Posso fazer tudo e depois só peço perdão. Fácil heim?!  Pecado tem suas conseqüências. Minha reação quase que instantânea foi dizer para minha filha que não era bem assim, pra fazer ela parar de chorar logo. Mas eu vi ali que ela precisava ser confrontada. Eu falei pra ela que mentir era errado e que não era para mentir mais. Ela entendeu muito bem! Ouvi uma vez que sentir remorso era diferente de arrependimento. No primeiro caso, estamos caminhando em uma estrada, fazemos algo que sabemos que não deveríamos  ficamos tristes mas continuamos no mesmo caminho. No segundo, fazemos a mesma coisa, só que nos arrependemos e mudamos o caminho. 
  3. Discipular os filhos: precisamos discipular nossos filhos, ensinar a eles os princípios básicos que norteiam nossa vida. Não confie nos outros, na igreja somente, na escola dominical, na escola... Você mãe ou pai é responsável por isso. Se você não fizer, alguém vai fazer (televisão faz isso muito bem). E em alguns casos, alguém com valores MUITO diferente dos seus. Preste atenção!!!! "Ensina a criança no caminho em que deve andar, e ainda quando for velho não se desviará dele" Pv 22:6
Quando eu falo que devemos ser como crianças, quero dizer o seguinte: 

PERDOE mais. Não guarde mágoa... Mágoa traz doença na alma! Já reparou que as pessoas mais amargas, chateadas e revoltados com tudo são as mais doentes?! Faça uma lista das pessoas que te magoaram ou pessoas que você magoou e faça um proposito com Deus de resolver isso nesse ano, o quanto antes!

NÃO JULGUE - pense na pior pessoa do mundo....aquela que só de pensar dá arrepios. Pois é.... ela fez ou faz coisas horríveis ao seu ver, mas você também faz outras que não são muito legais. Mas você pode dizer: Eu NUNCA faria isso. Mas com certeza faria e faz outras. E aí? Quem vai medir isso? Será que temos uma tabela onde dizemos: mentir cinco vezes equivale a roubar uma?! Quem é melhor?! Quem ganha?! Isso não existe!!! Só Deus pode julgar porque só Ele conhece os corações. Não perca tempo com isso. Não é seu departamento!!!


SIMPLIFIQUE SUA VIDA - já viu como as vezes gastamos uma fortuna com um brinquedo para nossos filhos e eles preferem aquele que custou quase 1/5 do valor. Nós não precisamos de muito para nos "divertir". Lembro que quando morei nos EUA (com dinheiro contado) eu me diverti muito com meu marido alugando filme, comendo pizza de mercado e sorvete (esse era chique - pelo menos). Se custava dez dólares era muito. Viajar é bom, comprar coisas novas é excelente mas não foque sua vida nisso! Tudo isso passa!!! Se você morrer amanhã (Deus me livre!) tudo isso fica aqui. O que você vai deixar marcado na vida das pessoas que ficarem? Dê valor as coisas simples. Assim como uma criança ama estar com os pais que tenhamos prazer em estar com Deus, conversar com ele, contar nossas alegrias, lamúrias, planos... Não se ache tanto pelo que tem.... Tenha menos e seja mais!

RIA MAIS - as vezes vejo meu filho de cinco anos vendo desenho e eu não acredito que ele ri em certas cenas que eu não vejo absolutamente nenhuma graça. Ele também ri das pessoas na rua (não faça isso), ri quando alguém cai, quando alguém é diferente. Acredite em mim, passo vergonha com ele na rua por conta disso. Sorria mais e reclame menos!!! Temos excelentes  motivos para isso!

_______

Bem, no final das contas, voltando a história da minha filha, ela enxugou as lágrimas e disse que não iria mentir mais.
No dia seguinte eu já nem lembrava mais da história. Fui buscá-la na escola e ela me disse super feliz:
- Mãe, hoje eu não menti!!!

Eu sei muito bem que ela vai lutar com essa questão (e com n outras também)  pelo resto da vida, mas tenho certeza que Deus ministrou no coração dela algo muito especial naquela noite.


Que Deus ministre algo especial no seu coração também, assim como ministrou no nosso!!!!

Desejo do fundo do meu ser, que esse ano seja um ano muito especial pra você!!!!

FELIZ 2013

Melissa