O Segundo Nascimento: Vida Eterna


Mudar a vestimenta não muda o homem. Disciplina exterior não altera o interior. Novos hábitos não criam uma nova alma. Isto não quer dizer que uma mudança exterior não seja boa; significa apenas que não é suficiente. Se alguém deseja ver o Reino, deverá nascer de novo.

Esta expressão "nascer de novo" pertence a Jesus. Ele a usou pela primeira vez quando falava com Nicodemos, um homem muito bom. Nicodemos era fariseu, uma autoridade religiosa e membro do Sinédrio, portanto, um dos que tomavam as decisões em Jerusalém. Sem dúvida, ele tinha aprendido e ensinava que se você muda o exterior, também muda o interior. Como Paulo, ele respeitava a Lei e queria fazer o que era certo.

Nicodemos pensava que o treinamento adequado poderia fazer de um gato um garçom. mas Jesus lhe disse: "Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo não pode ver o Reino de Deus" ( Jo 3:3). A resposta de Nicodemos é sincera. Ele não perguntou por que?, mas sim Como? É possível que você esteja se fazendo a mesma pergunta: Como pode uma pessoa nascer de novo?

Para ter uma ideia, pense no seu próprio nascimento. Coloque a fita de sua vida para voltar ao inicio e faça uma pausa nos primeiro momentos. Olhe para você. Novinho. Mãos, olhos e boca novinhos. Nada de segunda mão. Tudo é original.

Agora, diga-me: quem lhe deu olhos para que você pudesse ver? Quem lhe deu mãos para trabalhar, pés para caminhar? Você fez os próprios olhos? Fez suas próprias mãos, seus próprios pés?

Não. Você não fez nada; Deus fez tudo. Foi Ele quem criou tudo novo na primeira vez, assim como é Ele quem irá criar tudo novo na segunda. O Criador outra vez! "Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo" (2Co 5.17).

Aqui está (será que ouso dizê-lo?) o maior milagre de Deus. É maravilhoso quando Deus cura o corpo. É extraordinário quando  Deus ouve as orações. É inacreditável quando Ele concede o novo emprego, o novo carro, o bebê. Mas nada disso se compara ao momento em que Deus cria uma nova vida.

Em nosso novo nascimento, Deus refaz a nossa alma e nos dá o que necessitamos, uma vez mais. Olhos novos, para podermos enxergar pela fé. Mente nova, para termos a mente de Cristo. Novas forças, para não ficarmos cansados. Visão nova, para não desanimarmos. Nova voz para orarmos e mãos novas para ministrarmos. E acima de tudo, um novo coração. Um coração que foi purificado por Cristo.

Oh, como precisamos disso! Corrompemos o que Ele nos deu pela primeira vez. Usamos os nossos olhos para ver o que era impuro, as nossas mãos para causar dor, os nossos pés para andar pelos maus caminhos, e a nossa mente para abrigar maus pensamentos. Todos nós precisamos ser refeitos.

O primeiro nascimento foi para a vida terrena; o segundo para a vida eterna. Na primeira vez, recebemos o coração físico; na segunda, um espiritual. O primeiro nascimento nos capacitou a viver na terra. O segundo nos capacita a viver a vida eterna.

Ouvindo Deus na tormenta - Max Lucado

Um comentário: